MARÇO AMARELO

Uma Compilação de postagens. E a verdadeira história da vida real destas mulheres vai começar, relatando histórias de Endometriose Infertilidade e Dor Crônica. Vitórias, conquistas e lutas.#juntasnumasovoz #juntasnumasovoz

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Endometriose Entre as 10 Mais: Dores Intensas

As dores da Endometriose causam até calafrios e desmaios de tão fortes



A dor é uma experiência desagradável, provocada por diferentes motivos e com intensidades variáveis. Mas há aquelas que causam até calafrios de tão fortes.
No Dia Mundial de Combate à Dor, neste sábado (17), A Tribuna On-line ouviu o médico Bruno Cavellucci, do Centro Integrado de Tratamento da Dor, de São Paulo, para saber quais são as piores dores que o ser humano pode sentir.
Ele salientou que a dor é um fenômeno muito pessoal, cuja intensidade varia de pessoa para pessoa, mas listou o top 10 das dores que mais incomodam. Uma delas é a neuralgia do trigêmeo, que afeta uma moradora de Guarujá.
 
Confira:
- Endometriose: a doença é causada pela presença do endométrio - tecido que reveste o interior do útero - fora da cavidade uterina, em outros órgãos da pelve, como trompas, ovários, intestinos e bexiga. As dores, cujas intensidades variam de pessoa para pessoa, podem aparecer antes ou durante a menstruação e nas relações sexuais. As dores pélvicas crônicas reduzem muito a qualidade de vida de diversas mulheres, trazendo impactos na vida social e sexual.
 
- Neuralgia do trigêmeo: é a neuralgia de face mais comum e está entre as causas mais frequentes de dores faciais recorrentes, acometendo principalmente as mulheres. É um distúrbio unilateral no rosto, caraterizado por dor forte, do tipo choque, lancinante, em punhalada ou queimação. Geralmente, a dor é desencadeada por estímulos simples, tais como lavar o rosto, comer, barbear-se, falar ou escovar os dentes, além de poder ocorrer de forma espontânea. A dor é bastante intensa e de difícil controle. 

- Cólica renal: quadro de dor aguda provocado por cálculos nos rins. É muito intensa e geralmente tem origem na região lombar, podendo se espalhar pelas costas. Provocada pela movimentação dos cálculos renais ou pela obstrução do ureter, canal que liga o rim à bexiga, a dor pode ser incapacitante.
- Câncer: principalmente os tumores de crescimento rápido, próximos a vasos e nervos importantes ou em ossos ou cérebro, provocam extrema dor aos pacientes.
- Artrose: é o desgaste da cartilagem que cobre as extremidades dos ossos nas articulações. Com o desgaste ao longo dos anos, os ossos passam a entrar em contato direto, o que provoca a dor crônica e pode até incapacitar a articulação afetada. A artrose é uma doença degenerativa crônica, sem cura, mas há tratamentos para aliviar as dores.
- Cefaleias: as dores de cabeça podem ter várias motivações e forte intensidade, principalmente as enxaquecas. Nesse caso, a dor é unilateral e latejante. A enxaqueca é acompanhada de náuseas, às vezes vômito e sensibilidade extrema à luz. É uma das cefaleias mais incapacitantes. 

- Herpes Zóster e Neuralgia Pós-Hepética: a herpes zóster é uma infecção que provoca vesículas no corpo e é acompanhada de dor intensa. Ela é causada pelo vírus da catapora, diferente da herpes na boca e nos genitais. Quem já teve catapora uma vez na vida fica com o vírus adormecido nos gânglios. Depois, esse vírus pode ser reativado na forma de herpes zóster. Se a dor persiste por meses, tem-se um quadro de neuralgia pós-hepética, que provoca extrema dor no paciente. O tratamento pode até ser acompanhada por acompanhamento psicológico, pois a doença pode acarretar depressão e outras alterações psíquicas em razão da dor persistente.
- Fibromialgia: é uma dor crônica e generalizada no corpo, afetando músculos, tendões e ligamentos. Ela geralmente está associada à fadiga.
- Parto: a dor do parto normal é causada pelas contrações, que começam leves, mas que, com o passar do tempo, tornam-se mais intensas. A dor pode se estender pelo abdômen e pelas costas. Há ainda o fator emocional, em razão da tensão do parto.
- Dente: tem causas variadas e provocam grande incômodo para o paciente. O motivo mais comum é a presença de cárie, lesão na estrutura do dente provocada pela dissolução da superfície esmaltada. Quando expostos ou afetados, os nervos provocam muita dor.

2 comentários:

  1. Adorei a matéria!
    Parabéns pelo apoio e a companhia de todas Vocês e por tamanho Amor e Apreço em ajudar todas as Portadoras ,nao so no Brasil ,mais em todo o Mundo.

    ResponderExcluir
  2. Estou imensamente feliz ,por ler uma matéria tão rica em informações quanto essa.
    Obrigada por tamanho Amor e Apreço por cada portadora (o,de doenças crônicas.
    Bjs da amiga de sempre :
    Patrycia Jovita de Matos.

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante para nós. Participe.