quinta-feira, 17 de setembro de 2020

17 de setembro: Dia Mundial da Segurança do Paciente

 


Para ler o artigo, clique aqui.


quinta-feira, 10 de setembro de 2020

10 de setembro: Dia Mundial da Prenvenção do Suicídio

 


Em 10 de setembro é observado o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio. A data foi criada em 2003, pela Associação Internacional para a Prevenção ao Suicídio e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), motivadas em prevenir o ato de suicídio, através de estratégias governamentais.

Em 2019, a OMS publicou seu, até então, último relatório, onde informou que, por ano, 800 mil pessoas tiram suas vidas em todo o mundo, ou seja, uma pessoa a cada 40 segundos. Junto a isso, ainda foi identificado que o suicídio tem maior incidência em países de baixa e média renda, atingindo mais aos homens, no geral, e sendo a segunda maior causa de morte entre os jovens de 15 a 24 anos.

Os dados preocupantes alertam para a necessidade, senão obrigação, de se olhar no mínimo com cuidado especial para essa situação. Um bom começo, falando por uma perspectiva mais geral, pode ser dado a partir da criação de políticas que conscientizem a população sobre o assunto.

Mas, dentro de todas essas questões, uma dúvida é pertinente: como saber se uma pessoa está envolvida em desejos de acabar com sua vida? A resposta para este questionamento traz a importância da psicologia nesse tema.

Para a psicóloga e parceira da Acalentar, Ana Lucia Herreiro, é difícil acusar um motivo para a escolha do ato de suicídio, porque ele é, na verdade, embasado por uma série de problemas de importância relacionada ao particular de cada um.

O primordial aqui não é tentar obter o controle da vida dessas pessoas, mas sim procurar fazer com que elas se sintam ouvidas e levadas a sério, incentivando-as ao desejo de se estar vivas, de acordo com Ana Lucia. E isso é um papel que demanda desde o psicólogo, até, principalmente, familiares e amigos próximos.

Todos os anos, junto à data mundial específica de prevenção do suicídio, o 10 de setembro, temos o “Setembro Amarelo”, campanha também voltada para a prevenção desse ato. A Linha-4 do metrô de São Paulo, esse ano, personalizará o chamado “vagão do acolhimento”, com o intuito de mostrar e conscientizar as pessoas sobre o quão grave e incapacitante um distúrbio psicológico pode ser.

É natural que essas medidas sejam aplicadas nesse mês, quando o assunto está mais evidente, devido à data proposta pela OMS e pela Associação Internacional de Prevenção do Suicídio. Mas é importante se ter em mente que todo o aprendizado e empatia adquiridos não devem se limitar a essa época do ano, mas sim serem repassados por toda a vida.

Artigo escrito por Kauany Schoedl, voluntária de Comunicação da AMO Acalentar.