A VERDADE SOBRE ENDOMETRIOSE QUE NINGUÉM VÊ OU QUER VER

endometriose Hoje, 3 de dezembro, é o dia mundial das deficiência invisíveis. Como a minha. Gostaria de dedicar este pensamento a todas as "pessoas", e eu escrevo entre aspas ironicamente porque não as considero essas mas as considero como esterco, que nos últimos anos têm gozado a minha doença, a minha dor física e moral, subestimaram as minhas condições De Saúde (a propósito: no dia 16 de dezembro eu volto na sala de cirurgia pela sexta vez em três anos), eles fazem piadas humilhantes no meu handicap, fingiram ser amigas. tentaram de todas as formas falar mal entre as rodas embora sabendo tudo de mim. Aqui está: saibam que existimos nós também #disabiliinvisibili, não somos Alex Zanardi, não somos Beatriz vio ou todos estes campeões de vida que elogiadas (com razão) nos vossos post. Somos pessoas anônimas, desconhecidas, que sofrem, que gritam sem ser ouvidas. Que sofrem humilhações e afrontas e não podem fazer nada. Eu estou doente. Sou uma mulher que sofreu três amputações: intestino, ampola retal e bexiga. Quatro exportações parciais: Ureter Sx, útero, vagina e ligamentos útero-Lombares. Tenho os nervos lombares tão estragos que se eu não tivesse incluído um neuro estimulador na coluna, não posso desempenhar as minhas funções corporais de forma independente. A minha doença não tem cura. Fico por aqui, não estou a listar as mil coisas que não posso mais fazer, porque não quero piedade. É agora que você perceba que as consequências da #endometriose não são piadas. Aqui trata-se de incapacidades permanentes, de órgãos amputados que não permitirão mais uma existência normal. O seu não reconhecer nós deficientes invisíveis é a demonstração da sua ignorância e, sobretudo, da sua mesquinhez. Não se ri nunca do sofrimento dos outros. Nunca. #Giornatamondialedelledisabilitainvisibili #Iosonodisabileinvisibile #Rompiamoilsilenzio CHEGA: #vamosgritar, #vamosgritar, #vamosgritar ASSINEM E REPASSEM A PETIÇÀO, PEÇA AOS AMIGOS QUE AJUDEM. #juntasnumasovoz não #vamosassinar, #vamosagir.

Obrigada Suzana Pires e Julio Fisher

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Drama de novela: quando tratada, mulher com endometriose pode engravidar


Personagem de Camila Pitanga, na novela Insensato Coração, teme não poder engravidar

                                                            O sonho de ser mãe parece distante da vida de Carol Miranda, personagem de Camila Pitanga na novela Insensato Coração, da Rede Globo. A executiva bem-sucedida se vê obrigada a adiar a maternidade por sofrer de endometriose, doença que causa cólicas intensas e até infertilidade em algumas mulheres em idade reprodutiva. Porém, segundo médicos, com tratamento adequado, a mulher pode engravidar.
De acordo com o ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz Aléssio Calil, durante a menstruação, as células do endométrio (camada central do útero) retornam à cavidade abdominal, gerando um processo inflamatório. Com isso, as cólicas se tornam muito fortes.
— O principal sintoma da endometriose são as cólicas intensas que até impossibilitam as mulheres de desempenharem suas atividades normais, como trabalhar — afirma o médico. m aparecer logo no início da adolescência, entre 12 e 14 anos, em garotas que já começaram a menstruar.
— É importante as mães ficarem atentas e levarem as filhas ao ginecologista quando a reclamação de cólica intensa for frequente — alerta Calil.
O diagnóstico pode ser realizado com ultrassonografia, ressonância magnética e exame de sangue do tipo CA 125. Se detectado o quadro, o tratamento é feito com medicamentos, que podem bloquear a menstruação. Em casos mais severos, no entanto, recomenda-se a cirurgia por videolaparoscopia.
— Após a cirurgia, é bem difícil que a mulher volte a ter endometriose — afirma o especialista.
Com o procedimento cirúrgico, acaba o processo inflamatório no peritônio, o qual dificulta a implantação do ovo fecundado na parede uterina - principal .   causa da infertilidade por endometriose.
http://zerohora.clicrbs.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é importante para nós. Participe.